Escolha a Marca

Ligue WhatsApp: 91 945 59 01

contato whatsapp
send perfumes to europe custos de envio para a europa

Os perigos, as burlas e enganos com os pagamentos usando o PayPal

cuidados erros e enganos com pagamentos paypal

Nada temos contra a empresa PayPal com qual trabalhamos desde o ano 2000, mas cumpre informar o leitor sobre as alterações ao serviço que faz com que os  recebimentos usando este método de pagamento tenham que ser feitos de forma cada vez mais cautelosa.

Por vezes recebemos um email do PayPal com a indicação das alterações à política de serviço. Normalmente não nos preocupamos em verificar exatamente que alterações são essas e depois spmos confrontados com situações  desagradáveis recorrentes dessas alterações.

A política PayPal tem sofrido alterações sempre no sentido de beneficiar o comprador em detrimento do vendedor. É o resultado da velha máxima "O cliente tem sempre razão". Esta mudança parece, à primeira vista, positiva mas não o é. Vejamos porquê:

Numa situação normal a máxima "O cliente tem sempre razão" funciona bem em lojas físicas porque o cliente pode, e deve, deslocar-se à loja para fazer a troca ou uma reclamação de um produto que não correspondeu às suas expetativas. Nas vendas online há um fator que ninguém se lembra de contabilizar e que é o custo dos portes.

Ora segundo a política PayPal o vendedor deve sempre pagar os portes no caso de uma devolução e isto não está correto porque não é o que se passa numa loja física. Ninguém se lembraria de reclamar um produto numa loja física e ficar à espera que um funcionário da loja viesse a sua casa assistir à reclamação, certo? Então porque se espera que o vendedor pague os portes da reclamação numa loja online?

Qualquer comprador pode reclamar um produto e o PayPal dá-lhe sempre razão com a vantagem de que na devolução do produto o vendedor ainda tem que pagar os portes. Ora isto tem que colocar qualquer vendedor de sobreaviso quando faz um negócio de venda com PayPal.

Há ainda uma outra diferença. Numa loja física quando o cliente  tem razão é-lhe facultada a troca do produto, não a devolução do dinheiro. Num negócio com PayPal não há a opção de troca de produto mas sim a devolução do dinheiro. O paypal cativa imediatamente os fundos para suprir o pagamento ao comprador.

E sobre a análise da reclamação? Não há. Imaginemos a seguinte situação: O vendedor vende um qualquer artigo pelo OLX. O comprador sabe que para receber esse produto tem que combinar um sistema de portes com o vendedor, correto? Pode escolher o envio em correio normal, correio azul, envio a cobrança e envio em correio registado.

Sabemos que o correio registado  é a melhor garantia de que vai receber o seu produto, mas infelizmente é um serviço caro. Imaginemos que  o comprador propõe o envio por correio normal, para não suportar este custo adicional,  mas quer fazer o pagamento por PayPal. O vendedor aceita e envia o artigo ao comprador. Por qualquer motivo (extravio, roubo, morada errada ou incompleta) o artigo perde-se. Na sequência o comprador apresenta queixa ao PayPal dizendo que não recebeu o artigo. O resultado é o seguinte: O PayPal faz a restituição do dinheiro ao comprador.

Repare-se como  o comprador sem ter o custo do correio registado passa a ter garantia da receção da encomenda à custa do vendedor. Para tornar esta história mais interessante imaginemos que o comprador até tinha recebido o produto e mesmo assim informa o PayPal que não o recebeu. Resultado: Fica com o produto completamente a borla.

Há um outro tipo de burla, utilizando o paypal, com compradores fora do país muito comum. Analisemos um caso concreto: O comprador nos EUA compra via Ebay uns óculos de sol a um vendedor em Portugal. O vendedor envia o artigo em correio registado, este é recebido mas o comprador resolve que afinal não gosta dos óculos. O Paypal obriga a restituição do dinheiro ao comprador e o envio do produto ao vendedor. Agora veja-se: O comprador afirma que só envia o artigo em condições de segurança ótimas e por isso vai ter que embrulhá-lo muito bem (aumenta o peso do pacote) e tomar todos os cuidados adicionais. O objetivo é tornar os custos de envio tão elevados que o vendedor desista de querer o produto. Assim, quando apresenta a conta do envio ao vendedor este facilmente verifica que os custos dos portes exigidos pelo comprador se aproximam do preço do produto e por isso mais vale perder a mercadoria em favor do comprador.

Em resumo as alterações ao serviço PayPal tem sido no sentido de prejudicar vendedor. Qualquer vendedor deve pensar duas vezes antes de aceitar o pagamento por PayPal. Os perigos são muitos, as taxas elevadas e o vendedor corre o risco de ficar sem o artigo e sem o dinheiro.Esperamos que este texto tenha ajudado a compreender os perigos na utilização do paypal.

Pagamentos paypal cuidados, burlas e enganos com Paypal Posted by Admin 18/08/2016

Quer dar-nos a sua opinião?

O seu nome:

A sua mensagem


loja de perfumes mais baratos cheirabem

Blog:


Os melhores perfumes de sempre para homem

perfume rainha hungria

O que é o envio a cobrança

Leia todos os artigos

Qual o meu perfume preferido?

perfume de Brad Pitt

Já pode consultar os perfumes dos famosos.