Escolha a Marca

Ligue WhatsApp: 91 945 59 01

contato whatsapp
send perfumes to europe custos de envio para a europa

Será que está próximo o Fim do email? 

O primeiro site na internet

O email surgiu logo após se assegurar a comunicação entre computadores. O seu início como sistema de troca de mensagens remonta ao ano de 1971. A primeira necessidade de ligar os computadores tinha que ver com trocas de mensagens e por isso apareceu o email. O browser surgiu bem mais tarde e o leitor, acredite ou não, ainda está disponível o primeiro website construído, no início dos anos 90 (mais precisamente em 1993). Pode visitá-lo aqui http://info.cern.ch/hypertext/WWW/TheProject.html. Se escolher a opção People verifica que são mostrados os nomes das pessoas envolvidas neste projeto e, uma das informações fornecidas é o email.

Porque haveria de acabar o email?

Hoje em dia passamos mais tempo a apagar emails que não nos interessam do que a ler os emails que precisamos. Qualquer um de nós tem receio quando tem que deixar o seu email num sitio internet. Só em último caso o faz! As lojas de internet que obrigam ao registo do utilizador para concluir uma compra, mudaram de tática e passaram a usar cookies. Mas os cookies também são considerados uma invasão (são ficheiros que ficam no nosso computador) e por isso também não são a solução ideal. São substituídos no html 5 por webstorages. O email passou a ser um problema e não uma solução. Quanto tempo mais iremos usar uma ferramenta que nos traz mais problemas que soluções?

Analisemos alguns problemas que os emails nos trazem:

1. Vírus. Nesta altura é a principal fonte de transmissão de vírus. Os browsers são suficientemente inteligentes para nos prevenir se visitamos sites que podem ter conteúdos maliciosos mas não são eficazes (nem essa será a sua função) na deteção de vírus por email. A única solução é termos um antivírus atualizado que consome recursos importantes do computador. Seria interessante saber, com precisão, quanto dos recursos do computador são usados pelo antivírus. Há quem afirme - e não é fácil prová-lo - que são as empresas antivírus as responsáveis pela criação de vírus para manterem o mercado. Se os vírus acabassem acabassem também acabariam essas empresas. Não há provas disto, apenas rumores.

2. Phishing. Quem já não recebeu uma mensagem do seu banco ou do paypal pedindo gentilmente para renovar as suas credenciais de acesso? Alguém espera que introduzamos as nossas credenciais num site alterado para ficar semelhante ao do nosso banco ou do paypal e ficar na posse dos nossos elementos de acesso.

3. Spam. Um problema muito grande quando somos invadidos por mensagens que não desejamos. Passamos grande parte do nosso tempo a apagar mensagens, possivelmente passamos bem mais tempo a apagar mensagens do que a ler as que nos interessam.

4. Classificação de spam. O nosso email pode ser facilmente classificado como spam e a partir daí as nossas mensagens não chegam ao destinatário, sendo enviadas para a pasta de spam. Quando o nosso email passa para esta blacklist, é difícil tirá-lo de lá. Passamos a estar condenados a ir para a pasta de spam. Esta é uma das razões porque nunca implementámos uma newsletter e temos muitas reservas em relação a este instrumento.

5. Garantia de receção da mensagem. Pelo que foi dito no ponto anterior não é possível ter garantia que a mensagem foi entregue ao destinatário. 

6. Férias. Quando estamos de férias podemos não ter (ou não querer) internet e nesta altura qualquer email que recebamos não o podemos tratar. Esta é uma altura crucial para acumular lixo no nosso endereço. Uma das tarefas quando regressamos de férias é apagar as centenas, ou milhares, de mensagens que são puto lixo.

Enumeradas as dificuldades, qual será o futuro das comunicações entre pessoas que usam computadores ou máquinas semelhantes?

Analisemos as opções:

1. Telemóvel. Tem vantagens e desvantagens. Não é fácil distinguir o que são vantagens e o que são desvantagens.É fácil enviar mensagens por telemóvel, mas não é possível enviar ficheiros anexos. Se considerarmos que é possível enviar anexos ficaríamos com a mesma vulnerabilidade que apontamos para as comunicações via email. As mensagens via telemóvel têm custos, se deixarem de os ter passamos a ser bombardeados com spam para telemóveis, tal como o somos nas mensagens via email. A nossa assinatura passará a ser o número de telemóvel em vez do endereço de email. O sistema de mensagens via telemóvel é rápido e eficaz.

2. Push Messages. As push messages são mensagens que recebemos no canto inferior direito do nosso pc. Estas mensagens, chamadas notificações, podem ter no máximo 100 carateres. Estas mensagens carecem da autorização do recetor, o que eliminaria o spam. Quando visita um site, que utilize esta forma de comunicação ,recebe uma mensagem do género: "Aceita receber notificações deste website?" Se respondermos Sim autorizamos o nosso browser a receber notificações daquele site. A parte interessante é que em qualquer altura podemos cancelar estas notificações. Na notificação pode ser enviado um link, o que permitiria a transferência de ficheiros e resolveríamos o problema do envio de mensagens. Mas por outro lado obrigava a que cada pessoa tivesse um espaço de internet onde pudesse guardar ficheiros. A parte interessante é que este espaço já existe faz tempo. Na verdade quem tem uma conta gmail, já dispõe desse espaço na opção drive. Nesta altura o problema reside no seguinte: As push messages são enviadas para o computador (para o browser se quisermos ser específicos) e não para o indivíduo. Em resumo: recebe a mensagem quem ligar (ou estiver a utilizar ) o computador e não o destinatário X ou Y, como se passa hoje em dia com o email. Por outro lado, e possivelmente por essa razão, não é possível enviar uma push message especificamente para um destinatário. A chamada segmentação que está disponível nos vários serviços que fornecem push messages apenas permite uma filtragem ou por data de aceitação ou por país etc. não chega para identificarmos um individuo inequivocamente ao contrário do email.

Como desativar as push Messages no Chrome? Eis um vídeo que mostra este processo



O fim do email vivam as push messages Posted by Admin 01/03/2017

Quer dar-nos a sua opinião?

O seu nome:

A sua mensagem


loja de perfumes mais baratos cheirabem

Blog:


Seo-O que é

Melhor loja online

Os melhores perfumes 2016

Leia todos os artigos

Qual o meu perfume preferido?

perfume de Brad Pitt

Já pode consultar os perfumes dos famosos.